10 de jul de 2017

Para ter opinião é preciso ter repertório

A frase ‘só sei que nada sei’, de Sócrates, nos traduz a ideia de que, quanto mais a gente se aprofunda nos estudos, quanto mais nos informamos, mais facilmente constatamos o quanto somos ignorantes, o quanto precisamos aprender mais e mais.

Para ter opinião é preciso ter conhecimento. Bom, pelo menos é o que se espera, apesar das redes sociais estarem repletas de opiniões, porém, em sua maioria, vazias.  E opinião sem embasamento não é nada, pode ser apenas um jogo de palavras. Ter opinião implica em ter repertório .Sem repertório só temos o achismo.

É prudente que antes de entrarmos em um debate, participarmos de uma roda de conversa, que procuremos, ao menos, nos informarmos sobre o tema proposto. Não tem nada pior do que ter que ficar explicando o óbvio ou tentar traduzir as palavras, para que elas possam não ser consideradas ofensivas, afinal, quanto mais ignorante a pessoa for, mais ‘ofensível’ ela se tornará. E tudo acaba virando mimimi.  Aliás, a própria palavra ignorante pode resultar num cavalo de batalhas, se você não explicitar que ignorar significa desconhecer.

Às vezes, eu encontro alguns temas legais em pauta nas redes sociais, mas acabo desistindo de participar, muitas vezes, pelo conteúdo proposto por alguns participantes. Sabe aquela coisa que você sabe que não vale a pena perder tempo, porque  não vai dar em nada? Pois é, eu não perco mais o meu tempo, como há alguns anos, não perco mesmo. Da mesma forma que, se eu encontro algum tema do qual eu ignore, até que eu procure saber do que se trata, não vou estragar o debate dos outros com sessões de achismos, podendo, inclusive, pagar um mico enorme expondo a minha ignorância.

A gente pode opinar sobre tudo? Claro e evidente que sim, desde que  procuremos nos informar sobre o assunto previamente. A relevância da opinião é que dará mais ou menos credibilidade a quem opina, entendeu?  Explico; As pessoas, na hora da dúvida, vão procurar mais quem – aquele que acha sobre tudo ou aquele que tem certeza do que está falando? O óbvio, né?

Outra coisa: Não ter opinião implica em ter que comprar uma ideia pronta, que pode não ter nada a ver com você. Eu, por exemplo, não consigo entender como um deputado, ex-BBB, gay assumido,  se deixou fotografar vestido de Che Guevara! Quanta ignorância mostrou, ao demonstrar não saber  o mínimo sobre Che, como o fato dele ser  homofóbico assumido. (Para quem se autointitula ativista gay, fundamental ter informações como essa).

Enfim, conhecimento é poder. E quem detém o poder jamais se torna refém dos outros.  Então, escolha do lado que você deseja ficar e seja feliz!

É isso!

Um abração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário